Um tio acusado de estupro de vulnerável contra duas sobrinhas foi preso pela Polícia Judiciária Civil, na manhã desta terça-feira (30.04), no município de Porto Esperidião (326 km a Oeste), em cumprimento de mandado de prisão preventiva.

O.B. de 51 anos teve a prisão decretada pela Justiça por abusar sexualmente de duas irmãs menores, com idades de 10 e 14 anos, respectivamente. O suspeito foi localizado em uma propriedade agrícola na região de fronteira, zona rural do município. Quando encontrado, ele trabalhava em um trator na fazenda, que fica na região de fronteira. O suspeito não esboçou reação.

As diligências iniciaram após a mãe das menores procurar o Conselho Tutelar em março, o qual acionou a Polícia Civil. De acordo com a vítima mais velha, desde os 10 anos de idade era molestada pelo tio.

A garota, que atualmente tem 14 anos, contou que um dia, na casa de sua avó e na ausência dela, o tio acariciou os seus seios e suas partes íntimas, bem como praticou conjunção carnal na irmã.

Entrevistadas na Delegacia de Polícia de Porto Esperidião, as duas meninas confirmaram com detalhes os abusos cometidos pelo tio. Elas também disseram que tinham medo de denunciar o agressor, pois eram ameaçadas de morte. As vítimas também foram submetidas a exames periciais para constatação dos fatos.

Com base no inquérito e indícios de autoria colhidos pela Polícia Civil, o Ministério Público representou pelo pedido de prisão preventiva do suspeito. A ordem de prisão foi decretada pela Justiça na segunda-feira (29.04) e cumprida nesta terça-feira (30), por policiais civis de Porto Esperidião, coordenados pelo delegado regional de Cáceres, Alex de Souza Cuyabano.

Conduzido à Delegacia de Porto Esperidião, O.B. foi interrogado e após transferido para uma unidade prisional.

Uma operação conjunta entre a Polícia Militar (PM) de Alto Araguaia e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) resultou na interceptação de 20kg de substância aparentando ser pasta base de cocaína que estariam sendo transportadas de Mirassol D'Oeste para o estado de Minas Gerais. A droga estava escondida em um assoalho falso e a bomba de combustível teve que ser desmontada para encontrar o material.

Segundo informações repassadas pela PM, a guarnição recebeu uma informação da PRF que o veículo Renalt Logan de cor cinza, placas NPJ 5992 da cidade de Sorriso, MT, teria passado por Alto Garças e estaria indo para Alto Araguaia em atitude suspeita. A guarnição saiu em busca do veículo que foi localizado nas proximidades do terminal ferroviário do município e levado até o quartel do 15º BPM.

Em uma busca detalhada, com policiais militares e agentes da PRF, a droga foi encontrada escondida em um assoalho falso. O condutor do Logan, de iniciais T.P.A, 27, foi encaminhado à Delegacia, sendo autuado em flagrante por tráfico de entorpecentes. Também foram apreendidos R$783,00 em espécie que estavam com o mulão.

Cinco mandados de busca e apreensão foram cumpridos no município de Mirassol D'Oeste (300 km a Oeste), durante a “Operação Arrastão” deflagrada pela Polícia Judiciária Civil, na quinta-feira (25.04). A ação contou apoio da Delegacia do município de Rio Branco e resultou na prisão de três pessoas, apreensão de drogas e munições.

No primeiro endereço, um casal foi autuado em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e posse de munições de uso restrito. Na casa deles, no bairro Jardim São Paulo, os policiais civis apreenderam porção de pasta base, munições de calibre 38 e de fuzil, um carregador de pistola, apetrechos para o comércio de entorpecente, além de rádios comunicadores, óculos de visão noturna e uma motocicleta.

Em outro ponto especificado do mandado, as equipes localizaram uma porção de maconha. O morador também foi conduzido à Delegacia de Mirassol D'Oeste e autuado por tráfico de drogas, devido à circunstancias e, que a droga foi encontrado indiciando a existência do tráfico do local.

No terceiro endereço um simulacro de arma de fogo foi encontrado. A arma é suspeita de ser utilizada para a prática de assaltos na região. Os responsáveis pelo imóvel haviam sido presos cometendo roubo um dia antes.

Ao todo 18 servidores da Polícia Civil participaram da operação Arrastão, com o objetivo de intensificar e combater a criminalidade na região.

Últimas notícias

Gazin - Até 20/09 - 02
O que é Urgente, não pode esperar! Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba alertas de notícias.
Entrar Mais tarde