Desde o último sábado (10), boletos de qualquer valor, inclusive vencidos, podem ser pagos em qualquer banco ou correspondente bancário, por meio da nova plataforma de cobrança da Federação Brasileira de Bancos (Febraban). A mudança vem sendo feita gradualmente desde agosto.

Esta nova fase inclui boletos de qualquer tipo, incluindo faturas de cartão de crédito e doações, entre outros. Segundo a Febraban, cerca de 40% dos boletos desses tipos têm em comum a característica de que o valor a ser pago pode não ser exatamente o que consta no boleto.

Os clientes com boletos sem registro na plataforma e que forem rejeitados deverão procurar o emissor do boleto para quitar o débito ou solicitar seu cadastramento no sistema.

De acordo com a Febraban, a mudança impacta 4 bilhões de boletos processados anualmente em todo o País.

Rastreamento por CPF

Segundo a Febraban, além do pagamento em qualquer agência bancária, a nova plataforma permite a identificação do CPF do pagador, facilitando o rastreamento das cobranças. Se os dados do boleto coincidirem com o sistema, a operação é validada.

Se houver divergência, o pagamento do boleto não será autorizado e o consumidor poderá pagar exclusivamente no banco que emitiu a cobrança, que tem condições de fazer as checagens necessárias, diz a entidade.

No modelo anterior, nem todos os boletos são registrados em uma base centralizada. Por isso, os emissores dos boletos devem registrá-los no seu banco de relacionamento, com as informações necessárias.

Todos os boletos enviados aos consumidores devem conter necessariamente o nome e o CPF do pagador, como determina o Banco Central, além de data de vencimento e valor do pagamento e autorização do cliente para que enviem a cobrança à residência.

Vantagens

Segundo a Febraban, outro benefício da nova plataforma é uma maior transparência nos pagamentos, melhorando a gestão de recebimentos das empresas, uma vez que as condições da operação negociadas com os consumidores serão preservadas.

Além disso, o comprovante de pagamento é mais completo, apresentando todos os detalhes do boleto, (juros, multa, desconto, etc) e as informações do beneficiário e pagador.

A nova plataforma também cruza informações para evitar inconsistências de pagamento, identificação do CPF do pagador do boleto para controle de lavagem de dinheiro e mais transparência na relação com o consumidor, de acordo com a Febraban.

Por: Por G1

O presidente da Câmara Municipal de Araputanga, José Vicente de Carvalho (PP), popularmente conhecido por Zé do Gezo, foi indiciado por crime contra o patrimônio, natureza receptação, conforme o Art. 180 do Código Penal - Decreto Lei nº 2.848/40.

De acordo com o Boletim de Ocorrência (B.O) nº 2018.241540, na noite de 01 de agosto, a Delegacia de Polícia Judiciária Civil de Araputanga, recebeu via 197 informações de que um aparelho celular J5 Prime, cor dourado, que havia sido roubado no dia 25 de julho estaria em posse do vereador.

Diante da informação, o delegado Miguel Macário Lopes efetuou ligação ao vereador, solicitando sua presença na delegacia. Questionado, o vereador José Vicente de Carvalho informou que havia comprado o aparelho celular pelo valor de R$ 600,00 (seiscentos reais) de uma pessoa identificada por Juraci vulgo "Gordo".

O caso foi registrado como de natureza receptação consumado, para as devidas providências.

Consultado, o presidente da Comissão de Constituição e Justiça, vereador Luiz Gonçalves de Seixas Filho classificou a ocorrência como grave ao informar que se a suspeita de receptação for confirmada o presidente da Câmara poderá perder o cargo.

O presidente da Câmara Municipal, José Vicente de Carvalho, confirmou a compra do referido celular e disse que não sabia que o aparelho era roubado.

Por: Jornal Popular

A Câmara Municipal de Cáceres divulgou a abertura de concurso público (Concurso Câmara de Cáceres MT 2018) para preencher 07 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade (fundamental, médio, técnico e superior) no legislativo municipal.

Conforme o documento publicado, as vagas destinadas são para cargos de Operador de Áudio e Vídeo (1 vaga), Analista em Tecnologia da Informação (1 vaga), Auxiliar de Serviços Gerais (2 vagas), Vigia (2 vagas) e Jornalista (1 vaga). As remunerações oferecidas oscilam entre R$ 1.179,25 e R$ 4.378,50, por 40 horas semanais.

Inscrição Câmara de Cáceres MT 2018

Os interessados em concorrer a uma das vagas poderão se inscrever entre o período de 24 de setembro (a partir das 08 horas) até às 23h59min do dia 21 de outubro de 2018, no site oficial da banca organizadora UFMT (www.ufmt.br/concursos). O valor da inscrição oscila entre R$ 50,00 (nível fundamental), R$ 60,00 (nível médio) e R$ 50,00 (nível fundamental).

Provas Câmara de Cáceres MT 2018

O concurso Câmara de Cáceres MT contará com provas objetivas (para todos) com 30 e 40 questões distribuídas entre as disciplinas de informática, legislação básica, conhecimentos específicos, língua portuguesa e matemática; mais prova discursiva para Jornalista. As avaliações serão aplicadas no dia 25 de novembro, a partir das 08 horas, em locais a serem informados no dia 19 de novembro.

Os gabaritos provisórios serão divulgados no dia 25 de novembro, no site da UFMT. O concurso público é válido por 24 meses, a contar da data de homologação do resultado final, prazo este que poderá ser prorrogado uma vez, por igual período.

Informações do concurso

Concurso: Concurso Câmara Municipal de Cáceres MT
Banca organizadora: UFMT
Escolaridade: fundamental, médio, técnico e superior
Número de vagas: 07
Remuneração: entre R$ 1.179,25 e R$ 4.378,50
Inscrições: 24 de setembro e 21 de outubro de 2018
Taxa de Inscrição: R$ 50,00 a R$ 90,00
Provas: 25 de novembro de 2018
Situação: PUBLICADO

EDITAL CÂMARA CÁCERES MT 2018

Por: Assessoria

Gazin - Consórcio - Até

Últimas notícias

Gazin - Consórcio - Até
O que é Urgente, não pode esperar! Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba alertas de notícias.
Entrar Mais tarde