O empresário Claiton Frioso, à frente da empresa Hiper JN, participou, entre os dias 09 e 12 de abril deste ano, da 25º edição do Salão Internacional da Construção Civil e Arquitetura, a Feicon Batimat, que aconteceu durante o São Paulo Expo 2019.

Para quem não sabe, a Feicon Batimat é referência no mercado de construção civil e arquitetura por ser considerada uma plataforma de inspiração, conhecimento e relacionamento para seus visitantes. O evento é o único da América Latina que contempla produtos para os empresários do varejo, construtores, arquitetos e formadores de opinião interessados em conhecer as novidades do setor e realizar negócios.

Nesta sua última edição, a Feicon Batimat contou 700 expositores nacionais e internacionais e com a participação de 119 renomados palestrantes do setor. Marcas como Amanco, Eucatex, Votorantim Cimentos e Gerdau, foram alguns dos expositores que marcaram presença no evento que recebeu mais de 84 mil profissionais do setor.

Ao longo de quatro dias, os visitantes tiveram a oportunidade de participar de diversos seminários e encontros com foco em tendências e oportunidades, além dos eventos que aconteceram em paralelo: o Encontro VMC (Encontro do Varejo de Material de Construção), realizado pela Anamaco, e o Simpósio Sincomavi, que trouxeram novos olhares e perspectivas para o mercado e levaram palestrantes renomados para debater as tendências do setor.

Claiton Frioso destaca a importância da participação da Hiper JN no evento:“Fomos até a Feicon para estarmos por dentro dos lançamentos e novidades do mercado da construção, nos mantendo atualizados. Vemos a feira como uma oportunidade de também fazer os melhores negócios para trazer os melhores produtos e preços para nossos clientes além de termos oportunidade de melhorar nosso relacionamento com nossos fornecedores”.

Como Claiton, outros empresários do setor também enxergam na Feicon uma oportunidade de conhecer os novos produtos e inovações no mercado, e, atendendo a essa demanda, os organizadores do evento, com o objetivo de destacar os produtos que foram lançados na 25ª Feicon Batimat para o mercado varejista, incluiu, após criteriosa avaliação de um comitê, um Selo de Inovação e Varejo nos produtos que agregam inovações tecnológicas, design ou funcionamento. Além disso, o evento também contou com uma Rota da Sustentabilidade, onde os visitantes puderam conhecer novas soluções e produtos sustentáveis apresentados pelos expositores.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou nesta terça-feira (24) um novo guia de saúde infantil sobre comportamentos sedentários e qualidade do sono. Segundo a OMS, menores de cinco anos não devem passar mais de uma hora por dia diante de telas.

Além disso, a OMS recomenda que as crianças não passem mais de uma hora por vez sentados em carrinhos de bebês, cadeirinhas ou andadores. As horas de sono também devem ser observadas.

OMS sugere 1 hora por dia de tecnologia diária para crianças de 2 a 4 anos

"Melhorar a atividade física, reduzir o tempo de sedentarismo e garantir o sono de qualidade em crianças pequenas melhorará sua saúde física, mental e de bem-estar e ajudará a prevenir a obesidade infantil e doenças associadas mais tarde", diz Fiona Bull, gerente de programas de vigilância e população na OMS.

“O que realmente precisamos fazer é trazer de volta o brincar para as crianças. Trata-se de fazer a mudança do tempo de sedentarismo para o tempo de brincadeira, protegendo o sono”, diz Juana Willumsen, especialista da OMS para obesidade infantil e atividade física.


A organização chegou às recomendações depois de um painel com especialistas avaliar diversos estudos. Veja abaixo as recomendações:

Crianças até um ano:

atividades físicas várias vezes ao dia de várias maneiras, particularmente através de jogos interativos no chão. Para aqueles que ainda não sentam ou andam, isso inclui pelo menos 30 minutos em posição de bruços ao longo do dia enquanto acordados.
Não deve ser contido por mais de uma hora por vez (por exemplo, carrinhos de bebê, cadeiras altas ou amarrados nas costas de um cuidador).
O tempo de tela não é recomendado.
Ter 14 a 17 horas (0 a 3 meses de idade) ou 12 a 16 horas (4 a 11 meses de idade) de sono de boa qualidade, incluindo cochilos.

Crianças de 1 a 2 anos:

Passar pelo menos 180 minutos em uma variedade de tipos de atividades físicas em qualquer intensidade, incluindo atividade física de intensidade moderada a vigorosa, distribuída ao longo do dia. Quanto mais melhor.
Não ficar contido por mais de uma hora por vez (por exemplo, carrinhos de bebê, cadeiras altas ou amarrado nas costas de um cuidador) ou sentado por longos períodos de tempo.
Para crianças de um ano de idade, o tempo de tela sedentário (como assistir TV ou vídeos, jogar jogos de computador) não é recomendado.
Para aqueles com 2 anos de idade, o tempo de tela sedentário não deve ser superior a 1 hora; menos é melhor.
Ter de 11 a 14 horas de sono de boa qualidade, incluindo sonecas, com períodos regulares de sono e despertar.

Crianças de 3 a 4 anos:

Passar pelo menos 180 minutos em uma variedade de tipos de atividades físicas em qualquer intensidade, das quais pelo menos 60 minutos são atividades físicas de intensidade moderada a vigorosa, espalhadas ao longo do dia; mais é melhor.
Não ficar contido por mais de uma hora por vez (por exemplo, carrinhos de bebê, cadeiras altas ou amarrado nas costas de um cuidador) ou sentado por longos períodos de tempo.
O tempo de tela não deve exceder uma hora; menos é melhor.
Ter de 10 a 13 horas de sono de boa qualidade, que podem incluir um cochilo, com períodos regulares de sono e de despertar.

Além do número do RG, o documento irá conter o CPF e 15 dados opcionais como o nome social, o número do Documento Nacional de Identificação (DNI), da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), Título de Eleitor, Carteira de Trabalho e Previdência Social, Cartão Nacional de Saúde, identidade profissional, certidão de reservista, dentre outros.

A nova cédula conterá diversos elementos de segurança para se evitar a falsificação, como o QrCode no verso com os dados do portador, relevo tátil, imagem reativa do brasão da República em ultravioleta, entre outros.

Com a inovação, a carteira de identidade ficará mais completa e o processo de emissão mais ágil e informatizado. Mesmo com a essa mudança, os documentos de identidade anteriormente emitidos não perderão a validade.

Para solicitar o documento, o requerente deverá procurar um dos postos de identificação credenciados no Estado e apresentar a certidão de nascimento ou casamento original e os comprovantes dos documentos que desejar incluir. Nos postos equipados com kits biométricos, a fotografia, a assinatura e as impressões digitais serão colhidas durante o atendimento.

A 1ª via do documento no Estado de Mato Grosso continuará isenta, e o valor da 2ª via será o mesmo cobrado anteriormente, de R$ 68,15. Inicialmente, as novas cédulas serão impressas somente em papel moeda. Em breve, o requerente poderá optar pelo documento impresso no cartão em policarbonato. Para a emissão do cartão, será cobrada uma taxa a ser definida por decreto.

A segunda opção, em cartão de policarbonato, terá o tamanho reduzido e com maior durabilidade. A impressão dos RGs será feita pela empresa Thomaz Greg & Sons, de São Paulo, que foi a vencedora do pregão eletrônico para o serviço de impressão dos documentos de RG de Mato Grosso.

“Os processos de solicitação de carteira de identidade serão analisados e emitidos pela Diretoria Metropolitana de Identificação Técnica e os dados serão enviados para a impressão em São Paulo. Os malotes com os RGs impressos chegarão a Cuiabá no prazo de cinco dias úteis e, então, serão reenviados aos Postos de Identificação’’, explicou o Diretor Metropolitano de Identificação Técnica, Aílton Silva Machado.

Últimas notícias

O que é Urgente, não pode esperar! Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba alertas de notícias.
Entrar Mais tarde