Foto ilustrativa.O furto foi informado à Polícia militar na manhã desta quinta-feira dia 7, pela própria vítima J.M.A.S.de 58 anos, que compareceu ao 17º BPM e relatou que sua caminhonete modelo S10 de cor preta com placas HRU-4499, havia sido furtada durante a madrugada.

Segundo a vítima relatou ao Fronteira Alerta, após mais um dia de trabalho o mesmo havia chegado em sua casa, localizada na Rua Luiz de Albuquerque e Cáceres, no bairro Alto da Boa Vista, em Mirassol D´Oeste, por volta das 20 horas quando deixou o veículo estacionado na calçada.

Ainda segundo o proprietário, este mesmo foi dormir por volta das 22 horas e não recolheu o veículo, que permaneceu do lado de fora da residência, onde foi subtraída por criminosos.

Na manhã desta quinta-feira, 7, ao se levantar cedo para ir trabalhar constatou que o veículo havia sido furtado durante a madrugada.

A vítima ainda relatou que não ouviu nenhum barulho e nem soube maiores informações que pudesse ajudar a identificar o horário preciso do furto bem como também característica dos envolvidos.

Os Policiais Militares repassaram as informações para demais unidades da região de Fronteira, inclusive para o Grupo Especial de Fronteira ( GEFRON), e iniciaram as diligências nas estradas vicinais que cruzam a região. O fato foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Mirassol D´oeste que passa a investigar o caso.

A Polícia Civil de Jauru prendeu, nesta quarta-feira (06.02), F. P.S. de 19 anos,  e apreendeu um pé de maconha de aproximadamente  2 metros de altura. A erva era cultivada pelo suspeito que é usuário de droga.

A plantação foi encontrada no lote de uma residência na cidade. Os policiais civis chegaram ao local após receber denúncia anônima de vizinhos. Com o suspeito também foi encontrado uma porção de maconha já preparada.

O suspeito foi conduzido para a Delegacia, onde ficará a disposição da justiça. 

 

Mais três integrantes da organização criminosa que vinha praticando crimes de roubos à residência e veículos na cidade São José dos Quatro Marcos (315 km  a Oeste) e outras localidades tiveram mandados de prisão cumpridos pela  Polícia Judiciária Civil, na operação “Sertão”, em decorrência de investigações iniciadas há 8 meses.  

Já são mais de 12 criminosos presos ao longo da operação. Nesta semana, nos dias 25, 28 e 29/01, os suspeitos Walmir Costa de Barros, 32 anos, Cleiton Barbosa da Silva, 29 anos e Silvania Maria Alves de 36 anos, tiveram mandados de prisão  preventiva cumpridos, sendo dois em Cáceres ( Silvania e Walmir) e um em Pontes e Lacerda (Cleiton).

As investigações iniciaram há cerca de oito meses, quando os suspeitos tentaram assaltar a residência de uma advogada na cidade. Em maio de 2018, cinco suspeitos tentaram roubar a caminhonete da vítima, porém, os policiais civis conseguiram evitar o roubo e prenderam Sidney França da Silva, 29 anos, em flagrante, no momento em que ele tentava arrombar a porta da casa da advogada, em posse de uma arma de fogo.

“Graças a uma ágil atuação do Núcleo de Investigações da unidade policial, o crime não foi levado a cabo”, disse o delegado Henrique Trevisan.

A equipe de investigação da delegacia continuou os trabalhos e conseguiu identificar os demais integrantes do roubo, sendo Walmir Costa de Barros, 32, o mentor da quadrilha. Todos os suspeitos envolvidos no roubo já haviam sido presos em flagrante por vários crimes praticados na cidade, em decorrência das investigações da operação “Sertão”.

A investigação resultou também na elucidação de crimes praticados em outras cidades da região, sendo eles, porte ilegal de arma de uso permitido e restrito, tráfico e associação ao tráfico de entorpecentes, receptação, totalizando quatro flagrantes.

A investigação esclareceu ainda o roubo de uma caminhonete Hilux e um Jeep Compass, ocorrido na cidade de Tangará da Serra, com a prisão de parte dos integrantes que atuavam naquela região. Durante as investigações, ficou comprovado que os suspeitos faziam parte de uma organização criminosa, cujos mentores estavam presos na Cadeia Pública de Cáceres/MT.

“É importante ressaltar a integração das forças policiais, Polícia Civil e Militar, além do Sistema Prisional, Ministério Público e Poder Judiciário local e de toda região, para o andamento das investigações e resolução dos crimes pertinentes a Operação Sertão, ressaltou o titular da Delegacia de São José dos Quatro Marcos, delegado Henrique Trevisan.

O inquérito policial dessa fase da investigação foi concluído nesta sexta-feira (01.02) e encaminhado à Justiça.

Gazin - Até 20/09 - 01

Últimas notícias

O que é Urgente, não pode esperar! Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba alertas de notícias.
Entrar Mais tarde