3 sistemas tropicais revestem o Atlântico – NBC 6 Sul da Flórida

Bustin ‘fora todo o mês de junho. O mar está cheio de Jacks and Jills.

Brett e Cindy em 2023, exceto Jack e Jill.

O título deste musical da Broadway de 1945 Carrossel Me fez pensar sobre o que está acontecendo no Atlântico tropical agora com Rodgers e Hammerstein.

Vai quebrar.

A imagem de satélite mostra três distúrbios tropicais movendo-se para o oeste entre o Caribe e a África.

Brett está perto de Barbados e das ilhas entre Martinica e Santa Lúcia sob a força do furacão na noite desta quinta-feira. Guadalupe ao sul de São Vicente e Granadinas receberá até 10 polegadas de chuva, com o risco de inundações repentinas. Ventos com força de tempestade tropical são possíveis e ainda há chance de condições de furacão em algumas ilhas.

Brett não durará muito se cruzar as Pequenas Antilhas. Um aumento no cisalhamento do vento trazido por uma corrente de água na corrente de jato deve começar a enfraquecer a tempestade tropical. Pode derreter à medida que se move para o oeste no Mar do Caribe central entre a Venezuela e Hispaniola.

O lado de Brett de algumas das Grandes Antilhas não teria sido uma coisa ruim. O El Niño costuma causar seca no Caribe, e partes da República Dominicana e Porto Rico já estão muito secas.

Atrás de Brett está a Depressão Tropical Nível Quatro, localizada entre Cabo Verde e as Ilhas de Barlavento. Prevê-se que a trilha desta futura tempestade tropical Cindy leve em direção ao Oceano Atlântico Norte aberto, o que significa que as ilhas podem ser totalmente perdidas. Espera-se que o cisalhamento do vento desempenhe um papel, e não se prevê que Cindy atinja a força do furacão.

A previsão do National Hurricane Center para a tempestade tropical Brett e a depressão tropical 4 foi divulgada na quinta-feira, 22 de junho de 2023 às 11h EDT

Lembre-se que uma terceira tempestade nomeada no Atlântico geralmente não se forma até 3 de agosto! Nós somos Seis Semanas antes do previsto graças às águas mornas do Oceano Atlântico. Os ciclones tropicais derivam sua energia das superfícies quentes do oceano.

READ  Eagles QB Jalen Hurts, WR Devonta Smith marcam TDs de Natal

Outra onda tropical intensa está rolando na costa oeste da África, que ainda não foi apontada como candidata a se tornar uma nova depressão ou tempestade pelo Centro Nacional de Furacões (NHC). Mas não descarte essa possibilidade, dada a configuração atual na área de crescimento principal do Atlântico.

[Essamúsicaremontaa1945[1945ஆம்ஆண்டிற்குப்போகலாம்அந்தபாடல்Bustin ‘fora todo o mês de junho Originalmente cantada na Broadway. Naquele ano, um grande furacão de categoria 4 atingiu Homestead, Flórida, em 15 de setembro, “tendo muitas semelhanças em tamanho, trajetória e impacto com o furacão Andrew de 1992”, de acordo com a reanálise do NHC das temporadas de furacões no Atlântico de 1941 a 1945.

Felizmente, existem algumas grandes diferenças entre as temporadas de 1945 e 2023.

[1945foiumanoENSO-neutrooquesignificaqueaOscilaçãoSuldoElNiñonãoestavaemumafasedeElNiñoouLaNiñaEm2023entramosnafasedeElNiñoeespera-sequeoeventosejamuitofortenooutono[1945ஒருENSO-நடுநிலைஆண்டுஅதாவதுஎல்நினோதெற்குஅலைவுஎல்நினோஅல்லதுலாநினாகட்டத்தில்இல்லை2023ஆம்ஆண்டில்எல்நினோகட்டத்திற்குள்நுழைந்துவிட்டோம்மேலும்இந்தநிகழ்வுவீழ்ச்சியில்மிகவும்வலுவாகஇருக்கும்என்றுஎதிர்பார்க்கப்படுகிறது2023எல்நினோபலநாட்களைஉருவாக்கவேண்டும்அப்போதுகாற்றுவெட்டுசூறாவளிஉருவாக்கம்மற்றும்வலிமையைக்குறைக்கும்

[Aoutragrandediferençaentre1945e2023vaidesempenharumpapelnestatemporada?[1945மற்றும்2023க்குஇடையிலானமற்றபெரியவித்தியாசம்இந்தபருவத்தில்ஒருபங்குவகிக்கப்போகிறதா?

[Em1945estávamosexperimentandoosúltimosanosdaépocadoHolocenode12000anosquandooclimasetornoumaisadequadoparaaprosperidadedahumanidade[1945ஆம்ஆண்டில்12ஆயிரம்ஆண்டுகள்நீடித்தஹோலோசீன்சகாப்தத்தின்கடைசிசிலஆண்டுகளைநாங்கள்அனுபவித்துக்கொண்டிருந்தோம்அப்போதுகாலநிலைமனிதகுலம்செழிக்கமிகவும்பொருத்தமானதாகமாறியது

Esses dias acabaram.

Um grupo crescente de cientistas está argumentando que 2023 faz parte disso época do antropoceno, é representado pelas atividades humanas que afetam o planeta. Um deles é o aquecimento global.

Os oceanos absorveram grande parte do calor retido pelo aumento dos gases de efeito estufa produzidos pela queima de combustíveis fósseis. Esta é uma das razões pelas quais o Atlântico tropical aquece tão rapidamente.

Por enquanto, os floridianos devem ficar felizes porque nem Fred, nem Cindy, nem Jack, nem Jill seguirão esse caminho.

John Morales é o especialista em furacões da NBC6.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *